CIÊNCIA E VIDA!!

CIÊNCIA E VIDA!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Trabalho:A INFLUÊNCIA DA QUÍMICA NO MEIO AMBIENTE

Introdução.
A QUÍMICA NO MEIO AMBIENTE
A química está sempre presente em nosso meio. Podemos dizer que tudo a nossa volta é química, pois todos os materiais que nos cercam passaram ou passam por algum tipo de transformação. Vejamos alguns exemplos:

• Na limpeza da casa, usamos diversas substancias como detergentes, shampoo , creme dental, além de água, que passa por vários tratamentos químicos antes de chegar as nossas casas.
• A maioria das roupas que usamos apresenta fios artificiais (náilon, poliéster) misturados a fibras naturais (algodão, lã).
• Nossos alimentos naturais (frutas, verduras, etc.) precisam de fertilizantes e pesticidas para sua produção.
• A maioria dos meios de transportes tem como combustível a gasolina, o querosene, etc.; que são extraídos do petróleo, e este é o resultado de uma transformação natural que levou milhões de anos.
• A expectativa de vida do homem aumentou muito graças ao desenvolvimento da indústria farmacêutica (analgésicos, antibiótico, antiinflamatórios, etc.) e da medicina.
• São muitos os produtos industrializados cuja obtenção depende de transformações químicas: plásticos, vidros, tintas, cimento, papel, fotografia, etc.
• O próprio corpo humano é formado por inúmeras substancia em constante transformação, que possibilitam a movimentação, os sentidos (visão, audição, olfato, tato, gosto), a digestão, a respiração e nosso pensamento.
No trabalho constarão alguns tópicos aonde provará que a química esta totalmente presente no nosso dia a dia.
Vestuário.
• Jeans Délavé
O índigo blue não é apenas mais uma marca, mais sim uma substância química, e é ele que dá cor escura ao jeans.
O azul se torna desbotado, pois o permanganato de potássio o KMNO4, descora o índigo. Ele reage com o índigo e forma o dióxido de manganês, o Mno2. Essa é uma reação de oxirredução. O índigo descorou, mas esse óxido de manganês é um sólido castanho que fica impregnado na trama do tecido fazendo assim com que a calça fique manchada de castanho escuro. Então reage esse óxido de manganês com peróxido de hidrogênio, ou água oxigenada. Nessa reação o peróxido de hidrogênio gasoso e sobra de íon manganês (Mn2+). E assim o jeans se torna desbotado.
• Os Corantes

Corantes são substancias coloridas, relativamente resistentes à luz e à lavagem e que podem fixar-se nas fibras dos tecidos serem tingidos, diversas maneiras.

Os corantes naturais com a alizarina e o índigo, já eram utilizados pelos egípcios, no tingimento dos tecidos.

O primeiro corante sintético foi obtido em 1771, porém a utilização e a preparação em escala industrial só aconteceram a partir do século XIX.

O mecanismo de fixação de um corante na fibra vária conforme a estrutura das fibras (protéica, sintética, etc.) e dos corantes. O tingimento dos tecidos, pela imersão da solução aquosa quente do corante, ocorre devido à natureza ácida ou básica do corante. Os substituintes polares como – SO3NA e – OH fixam a molécula de corante sobra à superfície de uma fibra também polar, como lã, algodão, ou náilon, por meio das pontes de hidrogênio.

O corante II, ácido, é utilizado no tingimento de lã, da seda, de náilon, de couro e de papel. O vermelho-jeans, empregado no tingimento de tecidos formados as misturas de algodão e lã, é um exemplo de corante básico.

A Influência da Química na Agricultura.

O mundo está cada vez mais rápido e o homem, por sua necessidade, acompanha a rapidez das máquinas em sua vida. Nesse processo, o homem é desvirtuado do processo produtivo particular d produção de comida, tornando-se ou um consumidor ou um produtor capitalista de gêneros alimentares. Então com a modernidade surgiram os fertilizantes, inseticidas entre outros agrotóxicos que ajudam a melhorar a produção e plantação dos alimentos. Mais o uso excessivo de muitos fertilizantes e outros agrotóxicos podem acabar prejudicando a plantação.

A Influência da Química na Culinária

Um corante alimentar é qualquer substância adicionada ao alimento com a finalidade de modificar sua cor. Pode ser usado tanto industrialmente quanto na culinária, como é o caso do colorau, produzido a partir da semente de urucum. Então os corantes na culinária são legais por que dá uma coloração diferente na comida (alimentos), mais, porém corante de mais pode fazer mal a saúde se consumido em excesso, assim como o sal que se consumido em excesso pode causar doenças como pressão alta e etc.
Química dos Alimentos.

A química está presente em nossa alimentação e por essa razão se torna importante o estudo das substâncias que ingerimos diariamente. Foi pensando nisso que elaboramos uma seção especial que aborda a química presente em alimentos.

A Influência da Química na Medicina.

A aplicação química na descoberta de remédios, tratamentos ou no próprio aprimoramento dos conhecimentos estruturais do nosso organismo, confirma a importante ligação presente entre o estudo químico e as diversas atividades necessárias ao nosso metabolismo, contribuindo para o profundo desenvolvimento profissional de cada atuante na medicina. Ela contribui bastante na produção dos remédios e vacinas que ajudam a população a melhorar a sua saúde.

A Influência da Química nos Cosméticos.

A Química é imprescindível para os cosméticos. Cosméticos podem ser definidos como toda substância ou conjunto de substâncias, que neste caso são chamadas de formulações cosméticas, capazes de atuar na manutenção e melhora da aparência humana, ou até mesmo na higiene pessoal.
O interesse pelos cosméticos vem desde a Grécia antiga, quando eram extraídos óleos fixos e essenciais de diversas plantas com finalidades cosméticas. Mas como tudo se desenvolve em conjunto com a tecnologia, a parti do século X, nos primórdios da química, começaram a surgir ás primeiras formulações visando criar cosméticos ais eficientes e variados, em principio a parti da combinação de diversos óleos vegetais como, por exemplo, amêndoas com outros óleos. Além do desenvolvimento de diversas técnicas de extração de essências para a criação de perfumes.

A Engenharia Química.

A engenharia química é um ramo de engenharia que combina conhecimentos de química, biologia, física e matemática para projetar, construir, e operar plantas químicas de matérias-primas em produtos finais através de processos químicos, biológicos ou físicos, chamados de Operações Unitárias.

A Influência da Química nos Matérias Bélicas.

Uma arma química utilizada um produto químico manufaturado para incapacitar, prejudicar ou matar pessoas. Estritamente falando, uma arma química depende dos efeitos fisiológicos de uma substancia química, por isso os agentes utilizados para produzir fumaça ou chamas, como herbicidas, ou para controle de tumultos, não são considerados armas químicas. Apesar de certas armas químicas podem ser usadas para matar um grande número de pessoas (ou seja, como armas de destruição em massa), outras armas são projetadas para ferir ou aterrorizar as pessoas. Além de ter efeitos potencialmente terríveis, as armas químicas são de grande preocupação porque são mais baratas mais fácies de fabricar e entregar do que as armas nucleares ou biológicas.

Conclusão:
A química proporcionou progresso, desenvolvimento e bem estar para nossas vidas.
Contudo sempre ouvimos comentários que depreciam essa ciência, relacionado-a desastres ecológicos (derramamento de petróleo nos mares), poluição (fumaça das chaminés) e envenenamento (agrotóxicos).
Esses fatos, infelizmente, encobrem as importantes conquistas do homem pelo conhecimento químico. Na verdade, o problema não está na Química, mas no seu uso-ela, em sim, não é boa nem má. Ainda são muitos aqueles que, movidos por interesses pessoais ou de grupos, utilizam-na para conquistar ou manter privilégios.
Mudar essa situação não é papel apenas do químico, mas de toda a sociedade, que deve ser critica e participativa, exigindo que o conhecimento promova uma qualidade de vida cada vez melhor e que permita uma coexistência harmoniosa entre o homem e o meio ambiente.

Bibliografia
www.wikipedia.com.br
Fim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário